domingo, 30 de maio de 2021

Mondaiji Volume 5 - Capítulo 3


 Capítulo 3

——Grande Árvore de [Underwood], Sala de Reuniões, Salão Evergreen.

Desde então, Porol releu o conteúdo dos pergaminhos de pele de cabra três vezes. Isso porque o porte desta mina não batia com seu conhecimento sobre as minas de Ferro Diamantado. Era um território tão grande que estava fora das estimativas comuns.

Terramaterial... se refere a minerais que estão na mesma categoria que os “Cristais de Éter”, ou aqueles conhecidos como os “Preciosos Metais do Criacionismo”[i], que são os mais valiosos que existem. Mesmo dentro do melhor domínio de terras abençoadas pelos deuses, não seria impensável que seriam necessárias muitas centenas de anos para desenvolver uma veia de Terramaterial. É o metal mais raro e precioso que existe!

O Terramaterial que Jin Russell mencionou— Ferro Diamantado é aquele que está no topo da lista em índice de dureza. Mesmo assim, essa não é a parte mais surpreendente sobre suas características.

O que melhor caracteriza o Ferro Diamantado é sua capacidade de reter sua dureza mesmo quando incorporado a outros [Gifts].

Tome como exemplo as armaduras e armas usadas pela [Perseus] contra a [Sem Nome] no passado. Todas eram feitas de Ferro Diamantado fundido.

Vendo o quão pálido Porol ficou, Carol ficou preocupada com ele. Entretanto, ela também estava começando a sentir o suor frio se formando em suas costas.

– Ma... Mas, Porol, não seria muito precipitado acreditar nisso apenas vendo estes documentos...?

– Carol onee-san, eu concordaria... Se eu fosse julgar apenas por esses mapas e documentos, eu teria duvidado... Mas você não ouviu falar da recente produção em massa da [Perseus] para recriar os equipamentos simbólicos da [Comunidade]? Não deveria ser possível fazer algo assim... Entretanto, se eles estivessem escondendo uma grande mina... as coisas realmente se encaixariam!

——Dotado da proteção dos domínios de Hades: o Elmo da Invisibilidade.

——Dotada da habilidade de voo do Deus Olimpiano Hermes: as Sandálias Aladas de Hermes.

Corria o boato de que a razão pela qual a [Perseus] conseguiu entrar para o quadro da [Thousand Eyes] foi devido à replicação em massa bem-sucedida desses dois [Gifts].

Embora a Harpe[ii] que selava o Espírito Celestial Algor também tenha sido forjada do minério conhecido como Ferro Diamantado, deve haver uma razão que impedisse a produção em massa de Harpes com propriedades selantes.

Porol sentiu um frio na espinha ao perceber.

Seria possível recriar todas as armas e armaduras das lendas com essa quantidade de minério disponível nas minas!

Se a [Sem Nome] continuar operando apenas dentro de sua periferia, então seu maior parceiro comercial seria apenas a [Thousand Eyes]. E assim, certamente eles acabariam fluindo para dentro da organização se seguirem nesse caminho...!

Para começar, a capacidade de fabricar réplicas de equipamentos já era um milagre por si só.

O método de produção não poderia ter surgido sem algum tráfico de informações ou mesmo mecanismos secretos. Mesmo que fossem apenas réplicas, os [Gifts] ainda necessitavam que um milagre divino fosse plantado neles.

– No entanto, o que torna difícil acreditar nisso não é esse detalhe. Eu quero saber o que aconteceu para que uma quantidade assim tão grande de minério esteja posicionado de forma tão conveniente sob um único local. Se as quantias estimadas por esses documentos forem verdadeiras— elas poderiam facilmente cobrir toda a superfície de [Underwood] e ainda sobrar.

Colocando todos os mapas e documentos sobre o processo de mineração sobre a mesa, Porol olhou Jin diretamente nos olhos.

– Sobre isso, não sou obrigado a responder.

Jin respondeu sem hesitação. O tom de suas palavras mostrava uma recusa óbvia, e Porol não teve escolha a não ser deixar isso passar. Afinal, a mesa da negociação estava totalmente a favor de Jin no momento.

O foco das negociações estava voltado para o preço que os [Sem Nome] estavam dispostos a dar desde o começo da discussão. Entretanto, era evidente que o foco havia mudado para quanto suporte a [Six Scars] poderia prover em termos financeiros e de mão de obra.

 E esse era o poder da mina. Era tão importante que se Porol deixasse essa oportunidade passar, aqueles afetados por essa decisão seriam muitos outros além de apenas a [Sem Nome] e a [Six Scars].

Era uma mina de ouro que poderia alterar a balança de poder entre o Leste e o Sul em um piscar de olhos.

Intervir em todos os jogos de [Demon Lords]... Devo remover essa condição e finalizar a discussão?... Não! Isso seria ruim! Se desistir disso agora, eu estaria dando a vantagem a eles, nos deixando em nível de equivalência em todas as negociações futuras!

Nesta situação, era até provável que eles cancelassem a oferta anterior.

Portanto, a única opção seria aguardar que a decisão fosse tomada pelos [Sem Nome]. Porol estava muito confiante de que se ele abrisse mão de suas condições anteriores sobre a [Sem Nome], Jin responderia “—Quanto suporte você está disposto a oferecer?” enquanto sorria daquele jeito pouco confiante dele.

Se ele não pudesse encontrar uma resposta para isso, essa seria a chance para o outro lado assumir o controle da negociação. Deixando de lado o fato de que esta era uma grande oportunidade para sua Comunidade lucrar, Porol ainda queria evitar qualquer situação que pudesse fazer com que ele perdesse o controle da negociação.

– ...Eu entendo agora. Eu finalmente compreendi porque você solicitou um total de duzentas pessoas como mão de obra. Entretanto, isso pareceria um pouco insincero de nossa parte. Se desejar, posso ajudar a comercializar o minério de Ferro Diamantado—

– Não há porque você se sentir mal sobre isso. Nosso pedido é apenas que a [Six Scars] nos forneça a mão de obra.

– ...Mas, Jin Russell. Ouvindo suas palavras, parece que você não compreende o valor deste minério. Seja ouro, prata ou pedras preciosas, vendê-las cruas e sem processamento fará com que seu preço caia. Por isso, no comércio a confiança e as realizações são necessárias como uma marca. As conexões que possuímos hoje certamente poderiam garantir uma enorme margem de lucro. Talvez também pudéssemos também pedir ao próximo [Floor Master], a Aliança [Draco Greif] por um contrato...

– Não. Nós não estamos planejando vender o minério não processado... Ah, peço desculpas por permitir que tal mal-entendido ocorresse, uma vez que eu deveria ter explicado isso antes.

Dizendo isso, Jin tirou uma carta de dentro de sua bolsa de couro.

Reconhecendo o símbolo do selo de cera, a expressão de Porol congelou.

– Esse é... o Emblema da [Will-O’-Wisp]...!?

– Sim, é. Eles já assinaram um contrato de aliança conosco da [Sem Nome]. Esta comunidade em particular possui habilidades de fundição impressionantes entre os níveis inferiores. Você já viu os candelabros de prata que eles exibiram durante o Festival da Ascensão do Dragão de Fogo?

– Na... não... Mas ouvi dizer que eles venceram o prêmio de melhor artesanato.

– Sim, isso realmente é uma conquista notável. Tendo reconhecido sua habilidade, decidimos confiar a eles a tarefa de refinar o minério de Ferro Diamantado, e fundi-los em equipamentos antes de enviá-lo para o mercado. Afinal, a [Will-O’-Wisp] já se tornou uma marca de renome.

Eu já sabia disso!

Porol reclamou consigo mesmo.

Dizia-se que a mais jovem entre os [Floor Masters], Sandora Doltrake, que era muito conhecida, havia feito grandes elogios a [Will-O’-Wisp] e havia pedido vários itens de necessidade diária para eles.

Ao mencionar os itens manufaturados pela estrela em ascensão que era a Comunidade [Will-O’-Wisp], os pedidos iriam se acumular imediatamente.

Embora a contragosto, ele tinha que admitir que eles possuíam uma marca muito melhor que a da [Six Scars].

– ...

Mesmo se Porol decidisse oferecer mais suporte econômico, isso não traria nenhum benefício em retorno. Uma vez que a outra parte já tinha colocado tudo o que poderia oferecer na balança de negociação— a vida de seus camaradas.

É justamente por isso que Porol ofereceu “apoio financeiro gratuito para [Gifts] e necessidades diárias”. Se ele alterasse suas condições para “Nós iremos prover apoio econômico em troca de uma participação nos lucros”, isso seria um desrespeito velado para com aqueles que estavam dispostos a colocar suas vidas na balança, e resultaria em uma brecha intransponível em suas negociações.

O jovem a sua frente não seria tão tolo a ponto de aceitar uma Aliança que desvalorizasse as vidas de seus camaradas.

Porol pensou por mais três minutos— Antes de deixar escapar um longo suspiro que parecia sinalizar sua derrota.

– ...Ah—! Eu perdi! Jin Russell! Vou aceitar todas as condições que você propôs, então permita que eu faça parte disso, seu maldito!

– Po... Porol...!

– Sinto muito, Carol onee-san, nosso oponente jogou cartas boas demais e muito provavelmente veio preparado, tendo tomado o controle da situação muito bem. Eu realmente estou sem truques disponíveis... meu único arrependimento é não ter conhecimento prévio sobre o minério de Ferro Diamantado, pelo qual eu teria feito uma oferta muito maior em resposta. Entretanto, se a situação continuasse como está agora, receio que a carne mais saborosa acabaria na boca de outras pessoas.

Como se suas forças estivessem esgotadas, Porol deslizou de volta para seu assento e relaxou as costas.

Jin também relaxou os ombros.

– Embora você diga isso, esta informação é algo tão confidencial que apenas duas outras pessoas de confiança sabiam disso. Mesmo aquelas duas atrás de mim estavam totalmente no escuro sobre isso... para dizer a verdade, seus olhares estiveram me perfurando por todo este tempo.

Virando a cabeça para trás com cautela, Jin encarou as duas garotas paradas atrás dele, ambas com as bocas entreabertas enquanto observavam o progresso da negociação. Elas provavelmente tinham sido incapazes de prever que Jin— não, que a Comunidade possuía um tesouro tão grande escondido.

Erguendo as laterais dos lábios, Pest conseguiu forçar um sorriso.

– Não é à toa que aquela aberração de garoto decidiu deixar tudo isso para você. Afinal, a pechincha básica de uma negociação nem sequer seria necessária. Apenas por conseguir manter essa informação em segredo com sucesso, Jin já havia assegurado a vitória antes mesmo da negociação começar.

– Sim. O que quer que os outros possam dizer, isso foi muito divertido, Líder-sama.

Shirayuki-hime parecia ter tirado um fardo de seus ombros enquanto suspirava aliviada e relaxada.

Ouvindo seus elogios, Jin mostrou um sorriso irônico ao se sentir confortado por suas palavras.

Porol se inclinou para frente.

– ...Ei, diga-me. Por que você não colocou a batalha contra o gigantesco dragão como foco aqui?

Um traço de tensão podia ser sentido em sua voz.

– O que você quer dizer com isso?

– Não há necessidade de continuar fingindo. A notícia de que foi a [Sem Nome] que derrotou o enorme dragão é de conhecimento de todos na Aliança [Draco Greif]. Eu pensei que você iria se concentrar em suas realizações nesta negociação.

——Por exemplo: “Nós salvamos suas vidas que estavam nas palmas das mãos de um [Demon Lord], então vocês devem formar uma Aliança conosco”, algo nessa linha.

Porol tinha sido cauteloso e atento a essa argumentação.

Salvar outros do [Gift Game] de um [Demon Lord] é definitivamente uma questão que merece gratidão. No entanto, se os [Sem Nome] tivessem usado isso como uma dívida a ser paga, seria algo intolerável e inaceitável.

Entretanto, recusar de forma errada e fazer com que as notícias de sua rejeição a uma Aliança se espalhem poderia fazer com que eles fossem vistos como ingratos.

Uma Comunidade especializada em combate salvando uma Comunidade especializada em comércio geralmente leva a um relacionamento complicado.

– Mas você não escolheu usar esse método... Por quê? Foi orgulho que o impediu de cometer tal ato?

As palavras de Porol não tinham um significado mais profundo, e tampouco carregavam ressentimentos com a estratégia adotada por Jin. Elas foram ditas puramente por curiosidade quanto ao motivo pelo qual seu oponente não escolheu o método contra o qual ele estava preparado.

Vendo isso claramente no rosto de Porol, Jin respondeu com uma pergunta.

– Eu... Eu posso te chamar de Porol diretamente?

– Eh? Sim, claro. Eu já te chamei apenas pelo nome, de todo modo.

– Sim. Imagino que você estava preparado para virar o jogo caso eu decidisse usar a carta de gratidão, então você, Porol, deve ter planejado várias contramedidas caso eu decidisse seguir nessa direção, certo?

– Claro que sim. Eu preparei quarenta e oito planos contrários— certo, isso foi apenas uma piada. Mas eu tinha algumas cartas na manga para conter esse movimento. Há algum problema nisso?

Porol franziu a testa em surpresa, embora também possa ter se sentido um pouco subestimado.

Em vez disso, Jin riu com vontade.

– —Precisamente. Como eu sabia que este golpe seria rebatido, que uso essa espada teria? Portanto, desde o começo essa luta de negociação tinha uma regra implícita que eu precisava seguir. Isso é: “Vencer sem depender da gratidão que você possa ter”.

Ao ouvir isso, os olhos de Porol se arregalaram e então ele piscou, logo antes de ser sua vez de explodir em gargalhadas enquanto batia com a mão nos joelhos.

– Hahaha! Então é isso! O Jin já havia adivinhado que eu iria surgir com algumas estratégias para virar o jogo!

– Não. É que eu acreditei que você iria se preparar. Eu assumi que a outra parte, de quem estava tentando me aproximar para ser uma parceira de Aliança, ao menos faria isso. Do contrário, não passaria de um grande incômodo.

Essas palavras fizeram com que Porol risse ainda mais.

– Certo, entendi! Uma vez que você pensa tão bem da [Six Scars], continuar a criar dificuldades seria uma mancha em nosso nome! Iremos fornecer assistência da melhor forma que pudermos. Porém, para o investimento e despacho de mão de obra, gostaríamos de percorrer primeiro o terreno para determinar as estimativas antes de podermos prosseguir. Além disso, precisamos elaborar a receita estimada e alguns outros assuntos. Mas tendo em vista que a Cerimônia de Abertura está para começar, vamos apenas finalizar o acordo para a formação da Aliança. Está tudo bem assim, Jin?

– Sim. Estarei contando com você, Porol.

Os dois jovens, líderes da Aliança, apertaram as mãos solenemente. Porol então levantou-se, esticando o corpo ao mesmo tempo.

– Bom! Hoje será o primeiro dia da Aliança entre nós. Se você estiver livre, posso ser seu anfitrião no Festival da Colheita. Essas duas atrás de você também devem estar com fome. Especialmente essa mais baixinha, que ainda parece estar passando pela puberdade.

Embora Porol tenha falado com um tom provocativo, Pest fingiu não ouvir e apenas o ignorou.

– Ó, certo. Por favor, apresente-me ao pessoal da [Will-O’-Wisp] em uma próxima oportunidade.

– Certo, pensa em um acordo comercial?

– Não, é apenas para agradecer pessoalmente. Porque meu pai esteve sob os cuidados do Jack—

Suas palavras foram interrompidas.

A expressão de Porol ficou séria enquanto ele parecia repetir as palavras que havia acabado de dizer em sua mente.

– —Merda! Não me admira que eu tenha perdido. Ao focar apenas na negociação, eu realmente acabei me esquecendo do assunto mais importante.

Mantendo sua seriedade, ele voltou a encarar o trio a sua frente e olhou para cada um deles.

– Eh?

Essas palavras não foram dirigidas a ninguém em especial, eram apenas um lembrete para ele próprio.

Fixando seu olhar nos [Sem Nome],

– —Jin Russell e suas duas assessoras, agradeço do fundo do meu coração por salvarem meus camaradas da [Six Scars] das garras do [Demon Lord]. Enquanto a [Six Scars] continuar a existir, jamais nos esqueceremos desta dívida.

O olhar sério e sincero em seus olhos não era o de um jovem comum expressando gratidão.

– ...Por favor, perdoem minha gafe. Sendo um líder recém-nomeado, a primeira coisa que deveria ter feito era expressar meus agradecimentos.

– Não leve isso tão a sério, você não precisa se preocupar com isso. No entanto, se você realmente quer agradecer, então você deveria dizer isso a eles, os meus camaradas.

– Entendi. Certamente irei agradecer a eles pessoalmente... Ah, certo. Os camaradas do Jin são pessoas bastante interessantes, não são?

Essa pergunta carregava a curiosidade de um jovem comum que havia visto de perto o poder de um poderoso herói.

– Claro. Eles são o orgulho da [Sem Nome]. Alguns dos poucos jogadores de destaque do Leste.

Jin respondeu com confiança.

– Oh, ho... Se comparados ao meu Mestre, quem você acha que é mais forte?

– Mestre? O Porol tem um Mestre?

– Sim. Eu soube que ele partiu para meditar e não conseguiu voltar para o Festival da Colheita— Hnghng— eu acho que você ao menos já deve ter escutado falar do meu Mestre antes, afinal ele é o famoso Ja...

De repente, uma pessoa empurrou a porta e correu para dentro da sala, ofegando pesadamente.

Enquanto enxugava o suor que escorria por sua testa, a garota com orelhas e cauda de tigre, que havia acabado de entrar correndo, olhou para o interior da Sala de Reuniões do Salão Evergreen.

– Co... com licença! O Jin Russell-sama está aqui?

– Eh? Ó, sou eu. Jin Russell.

– Por favor, vá para a praça imediatamente! Não podemos mais controlá-los! Que o Jin-sama vá até lá como seu líder!

– ...Não me diga...

O rosto de Jin empalideceu imediatamente.

Shirayuki-hime também recuou tendo sentido um péssimo pressentimento quanto a essas notícias.

Pest era a única que parecia estar se divertindo e sorria astutamente.

– Pos... Posso perguntar o que está acontecendo na praça?

Jin perguntou gaguejando.

A garota tigre respirou fundo.

– Na Cerimônia de Abertura do Festival da Colheita, alguns membros da [Sem Nome] e o líder da [Two Wings]— Griffith-sama, o Hipogrifo, parecem estar tendo algum tipo de disputa— a situação agora está muito tensa! Se as coisas continuarem assim, as duas Comunidades vão começar uma luta—!



[i] Éter é o material que supostamente preenche a região do universo acima da esfera terrestre. É considerado o quinto elemento. Os metais preciosos do criacionismo são os metais preciosos criados por Deus quando este criou o universo.

[ii] Harpe é uma pequena foice muito comum em histórias da mitologia Grega. Foi a arma usada por Perseu para decapitar a Medusa e por Cronos quando castrou seu pai, Urano. Em Mondaiji, Laios usava uma Harpe quando confrontou Izayoi no primeiro volume da série.