domingo, 29 de agosto de 2021

Capítulo 2 – Dança das Lâminas da Noite

Parte 1

...Aquela carta, qual seria o verdadeiro conteúdo dela?

Expulso pelas donzelas e tendo retornado ao seu quarto, Kamito encostou Est em uma parede e deitou-se na cama, ainda vestindo seu uniforme.

...Ah bom, tanto faz. Falando nisso, hoje com certeza foi cansativo.

Assim que ele se deitou sobre a cama macia, de repente ele se deu conta de toda a fadiga em seu corpo.

...Isso não era surpreendente, dado tudo o que havia acontecido ao longo de todo aquele dia.

Um encontro com Leonora Lancaster, o ás das Cavaleiras do Imperador Dragão, bem como a batalha contra Ellis e as demais no Festival dos Espíritos da Água no lago.

No Verdadeiro Santuário, ele ouviu sobre as finais do Oráculo das Rainhas, e então— Greyworth havia confiado a ele a técnica secreta definitiva.

A mais poderosa habilidade de contragolpe com espada, forte o bastante para derrotar até mesmo a técnica destrutiva anti-espíritos da Espiral Explosiva do Desabrochar da Dança das Lâminas.

Artes Absolutas das Lâminas, Forma Final— Golpe Final.

...

Esticando a mão direita na escuridão, Kamito dobrou seus dedos um após o outro no ar.

Naquele momento, todo o seu corpo havia sofrido o impacto. A dormência em seus braços ainda não havia se dissipado completamente.

Como se relutasse perder a noção da verdadeira natureza da técnica secreta, Kamito cerrou o punho com força.

——Essa não é uma técnica de espada comum para combate, mas uma que deve ser aplicado no ritual kagura de donzelas princesas.

 Enquanto se defende dos ataques do inimigo e usa o ritual kagura para interferir no poder divino, os golpes de espada seriam transformados em uma dança cujo desempenho serviria para absorver o poder divino do adversário. Além disso, assim que o poder divino tiver se expandido a um nível explosivo, ele é liberado de uma só vez para desencadear um ataque mortal em um único golpe.

...Em teoria, era basicamente algo assim.

Obviamente, no entanto, era impossível aprender uma técnica de esgrima contando apenas com a teoria.

Mesmo que Kamito tenha nascido com um talento excepcional no que diz respeito a análise de técnicas de combate, tentar dominar durante a noite uma compreensão dos movimentos do ritual kagura era demais até para ele.

Greyworth também mencionou que aquela técnica de esgrima era uma espada de dois gumes. Dependendo da situação, seria melhor evitá-la tanto quanto fosse possível—

– ...No entanto, talvez não haja realmente outra escolha. Para derrotar aquela garota.

A líder do Time Inferno.

A elementalista mascarada que se autodenominava Ren Ashbell, assim como Kamito fizera três anos atrás.

Kamito havia a enfrentado diretamente em combate apenas uma vez, naquela oportunidade na floresta enquanto descansava após resgatar Claire. Em apenas umas poucas trocas de golpes, ela já havia demonstrado claramente um poder esmagador.

Mais do que isso, ela não havia nem sequer liberado sua waffe elemental naquela vez.

Por que uma elementalista assim tão poderosa seria completamente desconhecida até agora?

Além disso, seu objetivo parecia ser exatamente o que Greyworth havia previsto: trazer o caos da guerra de volta a este continente—

...De todo modo, ficar pensando sobre isso agora seria inútil.

Kamito suspirou e abaixou seu braço direito estendido.

Tendo chegado a este ponto, tudo que resta é um diálogo por meio de nossas espadas.

No momento, era imperativo que ele se recuperasse da fadiga acumulada de ter aprendido a técnica secreta, bem como restaurar seu poder divino, que estava severamente esgotado.

Sentindo todos os músculos de seu corpo ficarem tensos, Kamito lentamente fechou os olhos.

——Neste exato momento.

– Ei, Kamito, você ainda está acordado?

– ...Claire?

Kamito freneticamente saltou da cama—

Apenas para ver Claire parada diante da porta.

– Qual é o problema?

– Ah, humm, uh...

...Provavelmente era algo sobre as finais, ou será que ela tinha algo mais a discutir?

Sua mente se encheu de perguntas, e Kamito acendeu o cristal espiritual ao lado de sua cama.

– ...!?

Instantaneamente, ele não pôde deixar de prender a respiração.

Em pé diante da porta, Claire tinha se trocado e agora vestia uma simples camisola de renda.

Talvez porque ela havia acabado de sair de um banho, suas twintails vermelhas pareciam estar fervendo sutilmente com a umidade.

– Di-diga, uh...

Ela timidamente girou os dedos. Este ato particularmente encantador fez com que Kamito tivesse que desviar o olhar.

– Você não consegue dormir?

Afinal, as finais começavam amanhã. Ficar nervosa era natural.

– Humm, sim...

– Entendo.

Kamito acenou com a cabeça.

– Nesse caso, vou acompanhá-la por um tempo. Afinal, também não consigo dormir.

– O-obrigado...

Claire assentiu rigidamente e entrou no quarto.

– Posso me sentar aqui?

– Certo.

Claire cautelosamente se sentou ao lado da cama.

De seu cabelo úmido, Kamito podia sentir a fragrância de shampoo.

– ...

– ...

Dessa forma, o silêncio persistiu por vários segundos.

Is-isso é tão embaraçoso...!

Kamito engoliu em seco.

No momento, ele estava sozinho no quarto com uma linda garota usando uma camisola.

...Não, espere, embora eles compartilhassem um quarto no dormitório da Academia, nunca aconteceu deles se sentarem sobre a mesma cama da forma como estão agora.

Claire continuou a manter seu olhar distante enquanto brincava com os dedos.



Cara, ela é muito fofa...

...Por mais que Kamito estivesse relutante, ele não podia negar este fato.

Assim que Kamito se viu olhando hipnotizado para o rosto de Claire com seu cabelo úmido—

– Ei, você tem algo divertido para falar?

Finalmente, Claire falou.

– Algo divertido?

– Hum, sim, normalmente eu leria um livro que gosto antes de dormir, mas como a Rinslet estragou o final para mim, não tenho nada para ler agora.

– ...Ah, falando nisso, vocês duas estavam brigando esta manhã por causa disso.

Naquela manhã, Kamito fora arrastado por Mireille para atuar como mediador daquela disputa.

No entanto, graças a isso, ele acabou aproveitando o café da manhã preparado por Rinslet e pôde ouvir sobre suas histórias de infância.

– Desculpe, não tenho nada divertido para falar.

Kamito encolheu os ombros e balançou a cabeça.

De alguma forma, ele sentia que isso estava acontecendo muito ultimamente.

...Se sua memória ainda estava funcionando bem, aquilo também tinha acontecido quando os dois foram negociar com a Divisão de Ruptura.

– Então, qual é a continuação do incidente da última vez?

– Incidente?

Quando Kamito franziu a testa, Claire se virou para encará-lo.

– Aquele, você não me contou sobre isso no teatro? Sobre como você conheceu a Diretora da Academia há quatro anos, Kamito. Apenas me conte a continuação dessa história. Você prometeu que me contaria depois.

– ...

Kamito ficou sem palavras por um momento.

...De fato, ele se lembrava de ter feito tal promessa.

...Que situação horrível.

 Continuando a contar sobre aquele incidente, não havia como ele evitar mencionar o Festival da Blade Dance de três anos atrás— o período em que Kamito ainda era conhecido como A Mais Poderosa Dançarina das Lâminas, Ren Ashbell.

Tanto quanto possível, ele não queria mencionar nada que tivesse relação com isso—

...No entanto, não é de se admirar que ela tenha ficado intrigada.

Kamito lançou seu olhar para sua mão esquerda, envolta por uma luva de couro.

O que Claire queria ouvir provavelmente eram coisas relacionadas a Restia. Já era impossível dizer que o espírito das trevas, que vinha puxando as cordas das sombras por trás do palco do Festival da Blade Dance, não era da conta de Claire e das outras.

– ...Se você não quiser falar sobre seu passado, eu não irei forçá-lo. Tenho certeza que você passou por muitas coisas, Kamito. Mas, por favor, ao menos me conte um pouco.

Claire parou por um momento e continuou:

– —Qual é o objetivo daquele espírito das trevas?

– ...

Olhando diretamente para aqueles olhos de rubi—

– ...Parece que é algo sobre me fazer despertar.

Kamito respondeu de forma vaga e ambígua.

Ele não optou por ser ambíguo para enganá-la e nem nada do tipo.

...Para ser franco, mesmo Kamito não tinha certeza de qual era o real propósito de Restia.

Entretanto, era absolutamente certo que ela queria usar a atual edição do Festival da Blade Dance para fazer com que algo adormecido no corpo de Kamito desperte.

Além disso, este objetivo muito provavelmente coincidia com o de Ren Ashbell.

E também—

“—Eu espero que você possa assassiná-los. Os cinco Lordes Elementais.”

A declaração que permanecia nas memórias nebulosas de Kamito.

O Desejo de Restia confiado a Kamito há três anos.

Como as ações atuais de Restia estariam ligadas a este Desejo—

– Despertar? Você quer dizer aquele Lorde Elemental da Escuridão ou qualquer coisa assim?

Claire perguntou com uma expressão séria.

– Eu não tenho ideia...

Kamito balançou a cabeça e continuou,

– No entanto, há uma coisa da qual tenho certeza. O lugar onde eu cresci, a Escola Instrucional, é o inferno na terra. Em meio aquele inferno, foi ela que me concedeu um coração humano. Não importa quais sejam suas intenções no momento, eu absolutamente a aceitarei de volta. É por essa razão que entrei nesta edição do Festival da Blade Dance.

Kamito cerrou com força seu punho esquerdo, que estava coberto por uma luva de couro.

– É mesmo...

Claire mostrou uma expressão solitária.

– Ela sempre ocupou o coração do Kamito, entendo.

– ...Hum?

– ...Na-nada.

Corando, ela desviou o olhar como se estivesse de mau humor.

——Naquele exato momento.

Um estrondo de passos correndo pôde ser ouvido do lado de fora.

– ...?

Kamito franziu a testa e no instante seguinte—

– Claire, sair correndo na nossa frente foi realmente muito astuto da sua parte.

Abrindo a porta, Fianna apareceu, vestida com uma camisola.

Diante da situação, Claire se levantou freneticamente da cama e ficou de pé.

– O-o que, o-o que você quer dizer com sair correndo na frente!? E-eu não tinha a intenção de fazer nada assim...

– O-o que vocês dois estavam fazendo!?

– Cla-claramente nós prometemos fazer isso juntas!

Depois de Fianna, Rinslet e Ellis também apareceram, também vestidas com camisolas.

Rinslet estava abraçando um travesseiro, enquanto Ellis segurava um ursinho de pelúcia nos braços.

– ...O-o que aconteceu, por que estão todas reunidas aqui?

Kamito expressou sua surpresa.

– ...Puxa, não posso fazer nada.

Ouvindo a pergunta de Kamito, Claire encolheu os ombros como se estivesse se rendendo e encarou Kamito mais uma vez.

– Hu-hum, Kamito...

Ainda corando, ela tossiu uma vez.

– Hum?

– Ho-hoje à noite, você vai dormir junto com todas nós!

– ...Hum?

Agora, foi a vez de Kamito ficar completamente pasmo.

 

Parte 2

Co-como as coisas chegaram a isso!?

...Vários minutos depois.

Deitado na cama de pijama, Kamito já havia repetido este mesmo questionamento a si mesmo um número incontável de vezes.

A cama do quarto era bastante grande, mas mesmo assim, com todas as quatro jovens donzelas espremidas nele junto com ele isso significava que era impossível evitar que eles se tocassem devido à proximidade.

– Ah, mmm... E-ei, todas estão se inclinando demais para perto do Kamito!

– Na-não podemos fazer nada quanto a isso, porque do contrário acabaríamos caindo da cama.

– ...U-uau, o corpo de um homem parece ser tão sólido.

– Fufu, Kamito-kun, está tudo bem se você quiser usar meus seios como travesseiro, certo?

*Boing, boing.*

– ...!?

A respiração das beldades roçava atrás de sua orelha. Os sussurros delas continuavam sem parar.

Como se estivesse prestes a ser sufocado pelo cheiro do corpo das donzelas, Kamito sentiu a sua sanidade à beira do colapso.

– Fuah, Kamito, você não tem permissão para se mover... A-apenas deixe tudo conosco.

– Isso mesmo, Kamito-kun, tudo o que você precisa fazer é dormir bem aí onde está... Sim.

*Beijo *

Enquanto Claire acariciava o peito de Kamito com seus dedos delgados, Fianna usou seus lábios para beijar o pescoço de Kamito.

– Co-como eu poderia dormir em uma situação como essa...!?

Kamito enrijeceu seu corpo e gritou.

De acordo com Claire, este era aparentemente um tipo de ritual mágico para recuperar a energia de Kamito.

Algo sobre estar em contato com o corpo de donzelas princesas estimular a circulação do poder divino.

...A razão por trás desta situação era a carta de Greyworth.

Aparentemente, a carta dizia que Kamito havia exaurido uma grande quantidade de poder divino para aprender a técnica secreta, portanto, isso poderia causar efeitos adversos nas finais do dia seguinte, etc.

Além disso, a carta também dava instruções passo a passo sobre o ritual mágico necessário para recuperar o poder divino exaurido.

...Droga, o que aquela bruxa fez dessa vez!?

A imagem do sorriso malicioso de Greyworth surgiu em sua mente.

– Ka-Kamito, se não pressionarmos ainda mais nossos corpos, o efeito produzido não será o bastante, certo...

– ...E-Ellis!?

Os seios macios de Ellis estavam pressionando com força ambos os braços de Kamito, acomodando-se com grande elasticidade.

Apenas uma fina camada, consistindo de uma camisola rendada e roupa íntima, os separava do contato íntimo entre as peles nuas de ambos.

Vagamente visível sob a camisola estava a calcinha preta que ela só usava em ocasiões de “batalhas decisivas”.

– Uma capitã respeitada das Cavaleiras não pode estar fazendo algo assim!

– ...Na-não, não é assim, hyah...

A cavaleira donzela, geralmente severa, estava olhando para Kamito com paixão nos olhos.

Kamito não conseguia impedir que seu coração batesse cada vez mais rápido.

Sua armadura fora removida, seu rabo de cavalo desfeito. A impressão que ela passava era a de uma pessoa completamente diferente do normal.

Observando suas bochechas coradas e seus olhos castanhos escuros, que pareciam estar preenchidos com inquietação—

Kamito sentiu um impulso crescente de abraçá-la com força em seus braços.

...O que diabos estou pensando!?

Kamito freneticamente balançou a cabeça como se estivesse tentando expulsar pensamentos malignos.

...Mas como a cama estava lotada de garotas, na verdade tudo que seu corpo podia fazer era se mover ligeiramente.

– ...Kamito-san, e-eu devo oferecer meu poder divino a você também.

– Rinslet...!?

Um som sedutor de atrito de roupas pôde ser ouvido.

Desta vez, era Rinslet que estava rastejando sobre o corpo de Kamito e aproximando seu rosto do dele.

Seus lábios eram lindos como botões de rosa, enquanto seus olhos adoráveis eram como esmeraldas.

Curvando-se ligeiramente sobre ele, seu cabelo loiro estava roçando levemente no rosto de Kamito.

– A-apenas desta vez, eu serei o travesseiro para o corpo do Kamito-san...

– Ah, uh...

...Kamito podia sentir suas bochechas ficando quentes e seu coração batendo cada vez mais rápido.

Essas nobres senhoritas, vindas de famílias prestigiadas da nobreza, normalmente exibiam um orgulho muito intenso.

No entanto, agora elas estavam pressionando fortemente seus corpos contra o de Kamito de uma maneira completamente contrária a seu comportamento usual.

*Boing, boing.*

...Ga-garotas têm corpos flexíveis.

...Mesmo que as coisas já tivessem progredido até este ponto, Kamito não poderia fazer nada além de ser confrontado com esse senso de realidade.

– E-então, Kamito-san...

Rinslet sussurrou timidamente em seu ouvido.

– O-o que foi?

– Humm, eu posso sentir sua respiração quando você exala, Kamito-san... Ah... Yah...

Como se estivesse sentindo cócegas, a nobre senhorita torceu seu corpo e deixou escapar um lindo gritinho.

– De-desculpe, mas em uma situação como essa isso realmente não pode ser evitado... Woah!

Kamito freneticamente desviou o rosto, apenas para se enterrar imediatamente em algo macio.

...Cheio de elasticidade, a sensação era indescritivelmente confortável.

– Fufu, Kamito-kun, este é o seu sanduíche de seios reais favorito.

– Se-se você é uma Princesa Imperial, por favor não diga essas coisas tão imorais!

Kamito gritou com o rosto todo vermelho.

Devido à ativação da magia de ritual, o Selo Espiritual no peito de Fianna estava brilhando levemente com uma luz azul-esbranquiçada.

– Poxa, Kamito, você é um idiota...

Ai.

– ...!?

Desta vez, Kamito sentiu uma súbita mordida em seu braço.

– Cla-Claire...!

– ...Mmm... Ahmmm... Na-não se esqueça, você é algo que pertence... *lambida*... a mim.

A ponta da língua fofa de Claire estava lambendo a pele de Kamito como se fosse um gatinho bebendo leite.

Kamito sentiu todo o seu corpo estremecer com essa sensação que ele jamais havia experimentado antes.

– Hmm, o suor do Kamito é um pouco salgado...

Claire tirou o cabelo do pescoço e lambeu o braço de Kamito com intensidade.

Seus olhos vermelhos pareciam ter perdido o foco, como se sua mente estivesse atordoada por uma febre.

– Ohh, *lambida*... Na-não fique com a ideia errada, isso é apenas um ritual para recuperar seu poder divino...

– Is-isso mesmo, Kamito! Esta noite, por favor, confie seu corpo a nós—

– Vamos eliminar gradualmente o seu cansaço!

As jovens na cama estenderam os dedos timidamente.

– ...Humm, isso é completamente impossível.

...Em uma situação como esta, Kamito não poderia adormecer gradualmente.

– Fufu, parece que não tem jeito.

Fianna sorriu e desenhou um pequeno círculo mágico no ar com o dedo.

– Fianna?

– Agitados espíritos dançantes, por favor concedam um sono repousante para o guerreiro— Nuvem Adormecida.

Instantaneamente, uma névoa roxa cobriu todo o quarto.

——Assim, a consciência de Kamito mergulhou na escuridão.

 

Parte 3

...A manhã seguinte.

*Boing, boing.*

– Ooh, mmm...

Cercado por uma sensação bastante confortável, Kamito acordou.

– ...Foi apenas um sonho?

Meio acordado, Kamito murmurou para si mesmo. No entanto—

– Uwah, Kamito, onde você pensa que está tocando...

– Ka-Kamito-san é um pervertido...

– ...!?

Os sussurros em seu ouvido o incitaram a se sentar de repente na cama.

– ...Um sonho, sim, certo!

As memórias da noite anterior, do que havia acontecido antes que Fianna usasse um feitiço para fazê-lo dormir, permaneceram vívidas em sua mente.

Deitadas na mesma cama que Kamito estavam as nobres senhoritas vestidas com suas camisolas, profundamente adormecidas e deixando escapar ruídos de respiração adoráveis. Vendo a coxa de Claire exposta por baixo da bainha de sua camisola, Kamito corou e desviou o olhar freneticamente.

– Kamito, eu não posso acreditar que você me forçou a fazer algo tão imoral, você realmente é... yaaa...

– Fufu, fazendo isso com todas ao mesmo tempo, o Kamito-kun realmente é o Rei Demônio da Noite...

– ...O-o que diabos vocês estão sonhando!?

Kamito comentou exasperado enquanto ouvia as garotas falando enquanto sonhavam.

– ...É melhor eu ir tomar um banho e me purificar também.

...De todo modo, esse tipo de situação não fazia nada bem para a saúde mental.

Para não acordar Claire e as demais, Kamito saiu silenciosamente da cama.

Saindo do quarto, ele abriu a cortina para a entrada da Câmara de Purificação.

– ...Miau?

– Uau... Ah.

Apenas para encontrar um objeto ardente em chamas agachado no chão a seus pés.

O espírito pactuado de Claire, Scarlet.

Normalmente, Claire dormiria abraçada com Scarlet como se ela fosse uma bolsa de água quente, mas uma vez que ela ficou espremida com todas as outras na cama de Kamito na última noite, Scarlet não teve escolha a não ser dormir aqui.

– ...Eu quase pisei no seu rabo.

Kamito suspirou aliviado.

– Miau miau.

O espírito gato infernal se levantou e começou a andar em círculos ao redor de Kamito.

De modo geral, os espíritos pactuados não abriam seus corações a mais ninguém além de seu contratante. No entanto, talvez porque Kamito sempre alimentou Scarlet durante todo aquele tempo, ela mostrava uma intimidade inesperada com ele.

– Você quer tomar banho comigo?

Kamito perguntou meio que de brincadeira, mas Scarlet balançou a cabeça vigorosamente.

– ...Bem, você é um espírito do fogo, afinal. Ter medo de água é apenas natural.

Depois de esfregar a cabeça do gato infernal, Kamito tirou o pijama e entrou no espaço reservado para o banho.

Usando sua mão para tocar o minúsculo cristal espiritual incrustado no metal até que ele ficasse de pé, ele infundiu um pouco de poder divino. Pouco depois, a água começou a fluir com força por um buraco no teto.

As gotas de água gelada ajudaram-no a resfriar gradualmente a elevada temperatura de seu corpo.

Quando Kamito ergueu a mão molhada, com a intenção de esfregar seu corpo, ele descobriu que as marcas de dentes deixadas por Claire quando ela o mordeu ainda estavam visíveis.

Recordando novamente o que aconteceu na noite anterior, Kamito corou.

– ...Aquela Greyworth, eu realmente não deveria ter me preocupado com ela.

Mesmo depois de perder o poder do contrato espiritual, a bruxa ainda era uma bruxa. Desde o começo, assistir Kamito se contorcer em situações embaraçosas sempre foi o maior entretenimento dela.

– ...Mas de todo modo, os efeitos da magia de ritual realmente parecem ser reais.

Cerrando ligeiramente o punho para invocar força, um fraco brilho fosforescente de poder divino surgiu ao redor de todo o seu corpo.

Todo o cansaço do dia anterior havia sido dissipado. O corpo de Kamito estava de volta às suas melhores condições.

Naquele estado, mesmo se ele usasse Est com força total isso não o exauriria tão rapidamente.

Naquele momento.

– Kamito, hora de esfregar suas costas.

– Sim, obrigado.

Depois de responder educadamente—

– ...Hum?

Kamito inclinou a cabeça, perplexo.

– ...Diga, woah!?

Virando-se, ele encontrou uma donzela incomparavelmente bela.

Um longo cabelo branco prateado brilhando de forma deslumbrante. Pele tão branca quanto a neve imaculada ou leite fresco.

Aqueles misteriosos olhos violeta dela estavam olhando fixamente para Kamito.

O espírito da espada— Terminus Est.

Conhecida como a lendária Matadora de Demônios, o espírito pactuado de Kamito.

– E-Est! Po-por que você está aqui!?

Corando, Kamito freneticamente desviou o olhar e gritou.

A aparência atual de Est era, naturalmente, sua habitual meia longa e mais nada.

...Bem, embora não houvesse nada de estranho em estar nua no chuveiro, ela aparentemente ainda assim aderiu firmemente à sua filosofia de nunca tirar as meias até os joelhos, mesmo em um lugar como este.

Apertadas devido a umidade, as meias pretas pareciam ainda mais sedutoras por algum estranho motivo.

– Kamito, se você não se sentar eu não vou poder esfregar suas costas.

– Es-está tudo bem, não se preocupe! Eu posso cuidar disso sozinho!

Ouvindo isso—

– ...

Est olhou inexpressivamente para Kamito.

– Kamito, eu não consegui ir para a cama esta manhã.

– Eh?

– Eu não consegui ir para a cama esta manhã.

Ela se repetiu.

Pensando bem, Est sempre se esgueirava secretamente para a cama de Kamito todas as manhãs.

Presumivelmente porque as nobres donzelas estavam ocupando a cama inteira, ela não foi capaz de se esgueirar sorrateiramente esta manhã.

– ...Você está realmente zangada com isso?

– Não, eu não estou zangada, Mestre.

– Não, não, você definitivamente está zangada!

Apesar de ser difícil ler os pensamentos e sentimentos de Est devido a seu rosto inexpressivo, sempre que ela se referia a Kamito de forma assim tão distante, não havia dúvidas de que ela estava com raiva.

– ...E-eu estou errado! Da próxima vez que você rastejar para a cama eu não vou ficar irritado.

– Sério?

– Sim, vamos fazer disso uma promessa.

– Uwah, Kamito...

Kamito colocou a mão sobre a cabeça de Est e gentilmente acariciou seu lindo cabelo prateado.

...Parece que o humor dela melhorou.

No entanto, Kamito só conseguiu relaxar por um momento.

– Então, Kamito, por favor, vire as costas para mim.

– Como eu disse, como foi que chegamos a isso!?

– Kamito, eu não consegui ir para a cama esta manhã.

– ...Eu entendo. Desculpe.

Desistindo de resistir, Kamito se sentou de costas para Est.

Est pressionou suas pequenas palmas com força contra as costas de Kamito.

...Li-limpe a mente de pensamentos desnecessários.

Na verdade, aquilo definitivamente não era nada pelo qual valesse a pena se sentir culpado.

É apenas um espírito pactuado me ajudando a esfregar minhas costas, isso é tudo.

As bolhas de sabão flutuantes começaram a aumentar gradualmente.

Então—

*Splash*

– ...!?

Uma sensação desconhecida em suas costas deixou Kamito alarmado.

– Kamito, qual é o problema?

– E-Est... Diga, vo-você está tocando minhas costas.

– ...? Claro, porque estou lavando suas costas, Kamito.

Uma sensação saltitante.

– Na-não, não é isso que quero dizer. Seu peito...

– ...?

Est inclinou a cabeça em perplexidade e pressionou ainda mais seu corpo coberto de espuma.

...Essa era uma situação terrível. Extremamente terrível, de fato.

Embora Est não tivesse intenções desse tipo—

A sensação pequena, mas extremamente elástica nas costas de Kamito era muito perigosa de várias formas.

– Po-por favor, apenas esfregue normalmente usando suas mãos—

Assim que Kamito estava no meio de sua frase.

– —Kamito, por favor me ouça.

Pressionando o corpo com força contra o dele, Est sussurrou no ouvido de Kamito.

Sua pequena mandíbula estava apoiada no ombro de Kamito.

O cabelo prateado molhado grudava contra sua pele quente.

– ...Husa?

– Kamito, você aceitou meu destino como a espada demoníaca amaldiçoada. Portanto, como sua espada, Kamito, eu aceitarei a totalidade do seu ser, Kamito.

– ...

– Mesmo se você for a reencarnação do Rei Demônio, Kamito, meus sentimentos não irão mudar. Eu sou sua espada, Kamito, e seu desejo é meu comando— me prometa, você deve ser absolutamente vitorioso.

Estes eram os pensamentos e sentimentos investidos neste Festival da Blade Dance pelo espírito da espada, que normalmente era fria e controlada, agora expressos em voz alta.

Para responder aos sentimentos de Est, Kamito disse,

– —Sim. Estarei contando com você, parceira.

Kamito se virou para encarar Est e assentiu vigorosamente.

——No instante seguinte.

– Miau— Miau—!

– ...?

Assim que aquilo que parecia ser um aviso de Scarlet foi ouvido do lado de fora, a porta do banheiro foi aberta com força.

– Uwaaaaah, vo-vo-você, o que você está forçando a pobre Est a fazer!?

Claire apareceu, gritando com o rosto completamente vermelho.

– Kamito!

– Kamito-kun!

– Kamito-san!

Logo atrás estavam Ellis, Fianna e Rinslet, igualmente surpresas pela visão diante delas.

– Na-não! Isso é porque—

Kamito tentou ao máximo se explicar, no entanto—

Uma situação em que ele estava acompanhado por um lindo espírito feminino vestido com nada além de meias até os joelhos e com o corpo todo coberto de espuma de sabão...

...Ele não conseguia encontrar nenhuma explicação razoável para isso no momento.

– ...Se-seu tarado!

– Sem vergonha. Completamente sem vergonha!

– Poxa, o Kamito-kun certamente é mesmo o Rei Demônio do Dia.

– Su-sua maldita atrocidade, vou transformar você em um sanduíche de costeleta de porco!

*Treme, treme, treme, treme, treme, treme, treme*

– Hu-huff, huff…

Confrontado com a fúria ardente das jovens, o rosto de Kamito se contraiu convulsivamente.

 

Parte 4

Tendo tomado café da manhã na residência do castelo, Kamito e seu grupo estavam agora reunidos no saguão.

Em seguida, o grupo iria se encontrar com as princesas donzelas enviadas pelo Instituto do Ritual Divino para conduzi-los a pé a um Portão de transporte localizado a certa distância dali.

Kamito estava carregando toda a bagagem do time sozinho.

Embora o peso da bagagem permitido no campo de batalha fosse limitado e, portanto, ninguém poderia levar muitas coisas, a soma total da bagagem de cinco pessoas ainda era um fardo e tanto.

Especialmente a bagagem de Fianna, que praticava magia de ritual, estava pesada até o limite.

– ...Diga, o que você tem aqui dentro?

– Castiçais, grandes espelhos, suportes de madeira não envernizada... e também todo o tipo de roupas ritualísticas.

– ...Entendo, é por isso que está tão pesada.

Kamito encolheu os ombros de forma desamparada.

– Este é seu castigo merecido. Apenas carregue a bagagem sem reclamar.

– Apenas trate esse nível de esforço como um treinamento para suas costas e pernas.

– Isso é tudo porque você é muito pervertido, Kamito-san!

As jovens ainda pareciam estar irritadas com o incidente daquela manhã.

...Bom, ser punido em apenas ter que carregar toda a bagagem já era sorte o bastante.

A propósito, Est havia retornado a sua forma de espada e estava agora pendurada na cintura de Kamito.

A lâmina exposta refletia a luz que fluía pela janela, cintilando com um brilho deslumbrante.

O saguão não estava ocupado apenas pelos membros do Time Scarlet. Os vários membros da Família Laurenfrost também estavam presentes para vê-los partir.

– Onee-sama, você precisa salvar a Judia onee-sama.

– Não se preocupe. Certamente obteremos a vitória neste Festival da Blade Dance e cumpriremos nosso Desejo.

Rinslet acariciou gentilmente a cabeça de sua irmã mais nova, Mireille.

Seu Desejo era resgatar sua outra irmã mais nova, Judia Laurenfrost, que fora eternamente selada em um esquife de gelo amaldiçoado pelo enfurecido Lorde Elemental da Água.

Naturalmente, não apenas Rinslet, mas todos os membros da equipe, todos tinham suas próprias razões que os motivavam a obter a vitória nesta batalha.

– Onii-sama, por favor lembre-se de proteger a onee-sama.

Mireille sorriu gentilmente para Kamito novamente.

– Ah sim... espere um pouco, eu não sou seu irmão.

– I-isso mesmo! Sem a permissão do papai, esse tipo de coisa...

– Mas, minha senhora, quando me apresentei ao senhor Earl Laurenfrost anteontem, ele fez diversos elogios ao Kamito-sama.

– Carol, vo-você... do-do que você está falando—!?

– Fufufu...

*Bate, bate, bate*

Corando intensamente, Rinslet bateu os punhos contra as costas da incompetente empregada.

...A batalha final estava claramente iminente, mas a cena atual não parecia nada diferente do normal.

...Bem, isso é mais a nossa cara.

Kamito sorriu ironicamente por dentro.

– —Kamito.

De repente, ele encontrou alguém puxando seu uniforme por trás.

– ...?

Virando-se, ele encontrou uma jovem em um adorável uniforme de empregada parada ali.

Cabelo castanho escuro ligeiramente ondulado. Olhos heterocromáticos.

Ela era a antiga líder da Divisão de Ruptura, e atualmente a empregada pessoal a serviço de Mireille, Milla Bassett.

– Milla, muito obrigado pela informação que nos deu ontem.

Em resposta aos agradecimentos de Kamito, ela disse,

– Estou simplesmente fazendo minha parte como uma aliada do Time Scarlet.

Milla balançou a cabeça em silêncio.

– Kamito...

– Hum?

– ...Por favor, volte são e salvo.

– Sim, não se preocupe. Certamente voltaremos vitoriosos.

– Mmm— sério, Milla, isso é tudo que você vai dizer?

– Do-do que você está falando...!?

Enquanto Mireille brincava com Milla, ela imediatamente corou timidamente.

– As princesas donzelas responsáveis por mostrar o caminho chegaram. Está na hora de irmos.

– Entendido.

Dando adeus a Milla e aos demais que estavam diante da residência do castelo, o Time Scarlet partiu.

 

Parte 5

Seguindo as donzelas princesas que mostravam o caminho, o grupo adentrou a floresta.

Como uma magia especial de transporte seria usada desta vez, o local de partida não seria no Santuário Real, mas em quatro templos espalhados pela floresta.

– —Todos vocês escutem atentamente, vamos fazer uma confirmação final.

Claire levantou o dedo indicador enquanto caminhava.

– Depois que formos transportados para o campo de batalha, devemos priorizar nos encontrar com os demais membros da equipe. Antes que nossa equipe esteja reunida, tentem evitar batalhas desnecessárias tanto quanto possível. Isso se aplica mesmo se a adversária estiver sozinha.

A principal estratégia deles já havia sido discutida na reunião da noite anterior.

Fora Kamito, todas as outras companheiras de equipe deveriam evitar entrar em combate tanto quanto possível. Eles deveriam batalhar como uma equipe do início ao fim.

Mesmo que Claire e as outras fossem excelentes elementalistas, elas ainda enfrentavam dificuldades substanciais em confrontos diretos contra pessoas que eram consideradas elementalistas de elite e que ainda estavam participando desta edição do Festival da Blade Dance.

Sem mencionar Ren Ashbell, assim que qualquer uma delas fosse forçada a enfrentar o Monstro da Escola Instrucional, Muir, a Cavaleira Dragão, Leonora ou a Paladina, Luminaris, suas chances de vitória seriam ínfimas.

A força do Time Scarlet residia em seu trabalho em equipe. Embora faltasse cooperação quando a equipe foi originalmente formada, eles agora combinavam as características uns dos outros e agiam como engrenagens, permitindo obterem um desempenho várias vezes melhor do que suas forças individuais.

Naturalmente, eles tinham um melhor desempenho quando os cinco membros estavam reunidos em formação, mas mesmo quando tinham que lutar em duplas ou em unidades táticas, eles poderiam provavelmente reunir poder o bastante para se oporem aos ases de várias equipes se elas estiverem lutando sozinhas.

Portanto, eles deveriam se reunir em grupos de pelo menos duas pessoas antes de se envolver em qualquer batalha.

No entanto, Kamito era a exceção, graças a sua capacidade de derrotar sozinho uma adversária de elite. Ao contrário das demais, ele deve buscar ativamente batalhas com o objetivo de enfraquecer as outras equipes.

...Dito isso, nenhuma dessas adversárias vai ser fácil de se derrotar, visto que foram fortes o bastante para chegar às finais.

Em termos de puro poder, Muir, com sua habilidade especial Máscara de Jester, definitivamente tinha a vantagem. Além disso, o poder exibido por aquela outra Ren Ashbell era apenas a ponta de um iceberg.

Em última análise, seria melhor evitar combates desnecessários e se encontrar com o restante da equipe o mais rápido possível.

Eles caminharam por dezenas de minutos enquanto discutiam.

– —O destino é aqui.

As princesas donzelas liderando o caminho pararam diante de um pequeno santuário na floresta.

As portas foram abertas para revelar cinco círculos mágicos ligeiramente brilhantes desenhados no chão de pedra.

– Estes são os Portões responsáveis por nos transportar?

Kamito largou a bagagem que carregava em seus braços.

– Kamito, obrigado por seu trabalho.

– Pessoal, vamos levar o mínimo conosco. Por enquanto, meu Fenrir vai levar as coisas que só serão necessárias depois que nos encontrarmos.

Estalando os dedos, Rinslet invocou seu lobo branco com uma rajada de vento e neve.

O lobo branco alargou suas mandíbulas e imediatamente sugou o excesso de bagagem.

– Eu mesma carregarei o equipamento para magia de ritual— Georgios!

Desta vez, foi Fianna que invocou seu espírito cavaleiro.

O alto cavaleiro abriu partes de sua armadura e guardou a bolsa de Fianna no espaço vazio.

– Isso não significa que não havia sentido em me obrigar a carregar a bagagem?

Kamito resmungou enquanto pisava sobre um dos Portões brilhantes.

– Estas são suas respectivas Pedras Mágicas.

As princesas donzelas entregaram a cada um deles um cristal espiritual contendo a magia necessária para fazer o Salto espacial.

Elas eram idênticas aquelas que tinham sido usadas na batalha de sobrevivência anterior—a Tempest.

Uma vez que o campo de batalha foi cercado por uma barreira de isolamento criada pelos Lordes Elementais, não havia como sair de lá por meios normais.

Uma vez transportada para dentro, uma elementalista só poderia sair do campo de batalha se sua Pedra Mágica fosse tomada ou danificada— em outras palavras, se fosse derrotada em uma Dança das Lâminas.

– —Que as princesas donzelas concedam a benção dos Lordes Elementais sobre estas orgulhosas elementalistas!

Com a declaração solene das princesas donzelas, o Portão de todos foi ativado.

– Kamito...

– Hum?

De repente, Claire chamou Kamito.

– ...Muito em breve, nos veremos de novo, certo?

– Por que, você está se sentindo sozinha?

– ...I-idiota, co-como isso poderia ser possível!?

Com o rosto corado, Claire desviou o olhar.

Kamito sorriu ironicamente—

– —Não se preocupe. Muito em breve, todos nós estaremos juntos de novo.

Instantaneamente, todo o corpo de Kamito se transformou em partículas de luz e desapareceu.

 

Parte 6

Enquanto isso, em outro templo na floresta—

– Senhoritas, começando a partir deste momento, vamos realizar a missão final emitida por Des Esseintes[i].

A jovem cavaleira loura tirou o sobretudo branco e o atirou para o lado.

Por baixo do sobretudo ela usava um uniforme com linhas brancas contra um fundo vermelho, semelhante ao uniforme da Divisão de Ruptura, exceto que com as cores invertidas.

Seus olhos de safira tinham um brilho intenso. Seus longos cabelos loiros trançados exibiam um brilho deslumbrante.

Ela era a Paladina— Luminaris Saint Leisched.

A líder das Cavaleiras do Espírito Sagrado, representando o Reino Sagrado de Lugia.

As jovens cavaleiras, todas com cabelos cortados uniformemente na altura dos ombros, ficaram imóveis em uma fila diante dela.

Embora uma das equipes que Kamito e as outras encontraram durante a Tempest compartilhasse o nome de Cavaleiras do Espírito Sagrado, esta equipe tinha um nível de treinamento completamente diferente.

Dentre as três equipes enviadas pelo Reino Sagrado de Lugia, as duas que foram derrotadas eram apenas equipes de vanguarda.

A equipe presente neste templo era a sua verdadeira força.

——Dentro do Reino, a equipe de elite conhecida como Stahl Loewe[ii].

Seu poder rivalizava com as Cavaleiras do Imperador Dragão de Dracunia, o Império do Dragão. Em termos de estratégias de combate em equipe, elas funcionavam tão bem quanto as Quatro Deusas do Império Quina.

– Bem, então, para ajudar na conclusão de nossa missão, eu tenho algo para todas.

Luminaris desenhou um círculo mágico usando a espada em sua mão.

Imediatamente, cinco feixes de luz brilhante e ofuscante foram produzidos, e então objetos em forma de lança surgiram a partir deles.

Uma atmosfera de nervosismo começou a se espalhar entre as jovens cavaleiras.

As pontas brilhantes de lanças afiadas— As cinco lanças tinham escrituras sagradas gravadas em sua base.

Armamentos divinos especialmente elaborados— as Cópias de Longinus.

Forjadas pelos melhores artesãos de equipamentos mágicos, eram réplicas de um equipamento mágico de classe lendária.

Por serem armas físicas forjadas de mithril, elas eram mais difíceis de se usar do que waffen elementais. No entanto, para elementalistas experientes, assim que poder divino fosse infundido nelas, elas se tornariam armas muito eficazes.

Elas eram particularmente poderosas contra espíritos que carregavam o atributo das trevas.

Mais importante ainda, aquelas armas tinham um efeito especial— bastava a infusão de uma simples magia de Busca e elas poderia buscar automaticamente a direção onde se encontrava um espírito das trevas.

O esquadrão de elite do Reino Sagrado de Lugia recebeu duas missões de Des Esseintes de seu país.

Superficialmente, sua missão era obter uma vitória completa no Festival da Blade Dance.

No entanto, sua verdadeira missão secreta era— “O extermínio do Espírito das Trevas, Restia”.

Quanto ao motivo pelo qual o extermínio do espírito das trevas era necessário— a razão não fora completamente revelada.

Porém, para as Cavaleiras do Reino Sagrado de Lugia, as ordens de Des Esseintes eram absolutas. Portanto, elas não questionavam suas missões de forma alguma. Em vez disso, elas apenas as executavam silenciosamente.

Durante o evento Tempest, Restia estava acompanhada pelo poderoso monstro Nepenthes Lore, fato este que as impediu de agir. Porém, desta vez as regras previam um misto de batalhas individuais e em equipe. Sendo assim, contanto que elas aproveitem uma oportunidade quando a garota espírito das trevas estivesse agindo sozinha, havia grandes chances de sucesso.

Além disso—

Luminaris murmurou para si mesma internamente.

...Aquele Espírito das Trevas era a espada dela.

Três anos atrás, Luminaris havia sido derrotada por aquela oponente, apesar das condições extremamente favoráveis.

Restia era a waffe elemental da Mais Poderosa Dançarina das Lâminas— a Espada Vorpal.

——Enfrentando a mesma oponente, eu não me permitirei ser derrotada novamente.

Luminaris ergueu o olhar e anunciou com severidade.

– Confirmando nossas táticas mais uma vez. Nossa primeira prioridade é o extermínio do espírito das trevas. Quanto a comandante do Time Inferno, Ren Ashbell, não se envolvam em combate com ela a menos que hajam três ou mais companheiras de equipe reunidas. Entendido?

– Afirmativo!

As jovens cavaleiras assentiram simultaneamente e agarraram suas respectivas Lanças Sagradas.



[i] Des Esseintes vem do alemão e significa Essência.

[ii] Stahl Loewe em alemão significa Leões de Aço.