domingo, 19 de junho de 2022

Mondaiji Volume 6 - Capítulo 2


Capítulo 2

Parte 1

——Kouen, Cidade das Chamas Brilhantes, Distrito das Salas de Processamento— 88ª Oficina.

Asuka olhou para o pilar amarelo de fumaça que se erguia do topo da chaminé de tijolos no telhado com admiração refletida em seus olhos.

Talvez fosse a beleza intrigante, que não parecia combinar com o ambiente de oficinas industriais, que lhe chamou a atenção.

O Soldado de Ferro Sagrado— DeeN já havia sido transportado para o maior armazém no distrito das oficinas.

Durante a batalha contra o Gigantesco Dragão em Underwood, DeeN acabou danificado e foi entregue à [Will-O’-Wisp] para reparos.

Vendo DeeN totalmente reparado ao seu estado original, Asuka gritou de alegria.

– DeeN... Você está consertado! É bom te ver novamente...!

– DeeeeeN.

O único olho de DeeN se iluminou quando ele respondeu à voz de sua mestra. Sua estrutura corporal provavelmente estava firmemente presa até então, mas provavelmente devido a terem sido avisados sobre a chegada de Asuka, as restrições sobre ele foram removidas.

– Ele estava em um estado bastante destruído... então estou assumindo que este é o Gift sobre o qual o Izayoi estava falando?

– Yahohohoho! Claro que não é apenas isso!

Uma chama começou a surgir de uma das velas que estava em um dos candelabros embutidos na parede.

– Já faz algum tempo, é bom ver vocês, Asuka-san! Kuro Usagi-san!

– YES! É bom ver que você está como sempre, Jack-san!

– Sim, isso mesmo. Ouvir sua voz alegre também me deixa de bom humor.

Asuka e Kuro Usagi, que tinha inclinado suas orelhas de coelho para o lado, deram seus cumprimentos juntas.

Lançando seus olhares ao redor da sala, as duas murmuraram com admiração.

– Parando para pensar sobre isso, realmente não tem problema nós alugarmos uma sala de trabalho assim tão grande? Ela parece repleta com todos os tipos de equipamentos... não tem como o preço ter sido baixo, certo?

– Yahoho! Na verdade, este lugar foi emprestado a pedido da Sala-sama! Esta também era a oficina da Sala-sama na época em que ela ainda era membro da [Salamandra]!

Sua oficina original— ouvindo as palavras de Jack, Asuka deu outra olhada ao redor da oficina.

Castiçais artesanais podiam ser vistos revestindo as paredes, dando a oficina uma atmosfera exclusivamente lúdica. Os equipamentos espalhados pareciam desgastados nas alças, dando a sensação de que eram usados com bastante frequência nos projetos de sua mestra, e um senso de nostalgia fora deixado pela proprietária. E ao mesmo tempo, a sala estava cheia com um estilo de decoração bastante feminino, ainda que bastante autoritário, que batia perfeitamente com a descrição de Sala.

Após observar o layout da oficina com os olhos—

– Bem, então, Jack, o que é esse Gift do qual você estava falando?

Asuka parou de repente seu ritmo, enquanto olhava para Jack com antecipação brilhando em seus olhos.

As chamas na cabeça de abóbora de Jack também assumiram uma intensidade mais acentuada quando ele respondeu,

– Yohoho... Nós chamamos vocês aqui hoje para cumprirmos uma das Condições da Aliança— o processo de refinamento e o ritual para dotar o [Minério de Ferro Diamantado] com propriedades de Gifts acabou de ser concluído.

– Isso é sério?

– Sim. E além dos novos equipamentos que foram criados de acordo com a lista de encomendas que nos foi entregue, preparamos também dois novos Gifts para a Asuka-san... Dito isso, ainda não estamos oficialmente em uma Aliança, e também não temos o direito de procurar pelas minas de Minério de Ferro Diamantado. Sendo assim, pudemos usar apenas a pequena quantidade de minério que restava na sala de tesouros da [Sem Nome].

Uma chama séria queimou nas profundezas dos buracos ocos da cabeça de abóbora.

Os minérios dos quais ele estava falando provavelmente era o Minério de Ferro Diamantado que fora trazido para a [Six Scars].

– Acontece que era uma quantidade muito pequena de minério para uma situação assim tão urgente. Então, depois de obtermos a permissão do Izayoi-san e da Kasukabe-san, eu priorizei a criação de Gifts para a Asuka-san.

– Isso... isso não significa... que você está me dando três Gifts?

– Incrível! Com isso, seu poder de combate certamente sofrerá um grande impulso!

Kuro Usagi começou a balançar os braços de alegria.

Os Gifts inesperados fizeram com que Asuka ficasse surpresa a ponto de ficar desconcertada em seus pensamentos.

Ao mesmo tempo, ela começou a se sentir desconfortável com esse arranjo. O corpo de Kudou Asuka era apenas o de uma garota comum, e isso havia sido comprovado várias vezes durante suas lutas. Não importa o quão forte pudesse ser o equipamento, tentar usá-lo poderia ser apenas um desperdício de esforço. Isso era algo que ela havia aprendido durante sua luta contra Pest, e ela manteve essa lição muito bem em sua mente.

Asuka cerrou os punhos enquanto murmurava em um tom educado raramente visto.

– Criar todos esses Gifts de uma só vez... quando eu já estou lutando com o DeeN. Não teria sido melhor criar Gifts para o Izayoi ou para a Kasukabe-san...

– Mas, Asuka-san. Não há dúvidas de que você vai morrer se continuar lutando contra Demon Lords apenas com seu equipamento atual, sabe?

– O quê—!

Asuka engoliu o resto de sua pergunta.

Talvez esse meio grito tenha sido devido ao fato de sua surpresa ao ouvir tais palavras contundentes vindas do sempre cavalheiresco Jack, algo que era bastante impensável. No entanto, quanto a este comentário feito sem qualquer reserva, Asuka também estava muito ciente do fato. Incapaz de responder, Asuka pôde apenas deixar os ombros caírem de forma desanimada. E Jack apenas sorriu quando começou a balançar a cabeça de abóbora enquanto continuava—

– Asuka-san, vocês três possuem talentos diferentes, respectivamente. E entre vocês, o seu talento pode ser considerado o mais raro— outra forma de descrever isso, seria comparar seu poder a uma flor de cerejeira que está atrasada para florescer.

– Eu sou... uma flor de cerejeira que está atrasada para florescer?

– Isso mesmo. A fim de permitir que as novas pétalas se desdobrem completamente em toda a sua glória, vou presenteá-la com estes três Gifts— as obras-primas que a [Will-O’-Wisp] criou através da combinação de nossos recursos e forças! Após obter estes Gifts, a neblina das preocupações da Asuka-san irá se transformar em orvalho com a chegada de um novo amanhecer! Então esperamos que você acredite em si mesma.

A vontade ardente e as palavras de motivação pareceram fluir profundamente na mente e no coração de Asuka. O cavalheiro abóbora segurou as mãos de Asuka enquanto devolvia o Gift Card vermelho escuro para sua legítima dona uma vez mais. O Gift Card que havia sido deixado sob seus cuidados por todo esse tempo.

Parecendo ter sido afetada pelo sorriso contagiante e alegre de Jack, o rosto tenso de Asuka começou a relaxar.

– Obrigada, Jack. Os Gifts que você fez para mim... vou usá-los bem.

– Yahoho, por favor, use-os bem, então! Pois tenho certeza de que isso também deixaria aquelas duas felizes!

– ...Hum?

Asuka inclinou a cabeça.

Uma seria a Ayesha, mas quem seria a outra pessoa a quem ele estava se referindo?

No entanto, antes que ela pudesse fazer qualquer pergunta, Jack já havia continuado a falar.

– Vamos, agora vamos para a área do Palco do Jogo!

– Palco... Palco do Jogo?

– Isso mesmo! Embora eu tenha visto a Asuka-san lutar todas essas vezes... o que você precisa agora é ficar mais confortável com o uso destes Gifts. E isso significa acumular tanta experiência de batalha quanto possível! Assim, as táticas de batalha que você aprendeu com o Garol também seriam postas em prática, certo!? Yahohoho!

A cabeça de abóbora de Jack girou no ar enquanto ele sorria.

Sentindo uma sensação de pavor, Asuka e Kuro Usagi trocaram um olhar de surpresa.

– Poderia... poderia ser que... você quer que eu entre no Jogo? Sério?

– Isso é... CLARO! Como parte da comemoração por estarmos hospedando a convenção pela primeira vez, não cobraremos nenhuma taxa de participação, sabe? Por favor, use essa chance— e arranque a coroa no Jogo [Duelo de Criadores] com um único suspiro.

– O quê...

As duas abriram a boca em uma meia exclamação antes de ficarem perplexas. O motivo nem precisava ser dito.

You também iria participar do Jogo. As duas tinham acabado de demonstrar a intenção de expressar seus protestos, quando o som de passos de alguém aparentemente de mau humor e uma voz familiar interromperam suas palavras.

– Haaaaaaaaa? As pessoas que vieram buscar o DeeN e a [Fortaleza] são, na verdade, da [Sem Nome]? O que é tudo isso? Eu não escutei nada sobre isso, sabe?

– Por favor... Por favor, espere um momento! É melhor deixar esse lugar para o Jack-sama...

– Pare com essa chatice! Quem consertou os dois itens não foi outro senão o grande eu! É melhor todos vocês calarem as bocas!

– Não... Laius-sama!

– Eh?

O som escapou dos lábios de Asuka e Kuro Usagi quando elas se entreolharam, surpresas.

– ...Kuro Usagi, eu não estou sonhando, certo? Parece que acabei de ouvir um nome desprezível familiar sendo mencionado.

– Des...desprezível, a Kuro Usagi vai deixar isso de lado por enquanto, mas esse Laius poderia ser...

No momento seguinte, a porta que dava para os fundos foi aberta com um chute.

E aparecendo da nuvem de poeira ondulante estava um homem que tinha uma Bandeira com a cabeça da Medusa gravada diante do seu peito.

Anteriormente derrotado pela [Sem Nome] alguns meses antes— Laius, da [Perseus], estava olhando para elas com raiva.

 

Parte 2

——Little Garden, Área do Palco do Portão Externo número 54545, Arena diante da Tábua do Mar de Estrelas.

Kasukabe You tinha acabado de chegar na área e as esculturas cintilantes de flores que decoravam os arredores faziam deste um dos lugares mais bonitos da [Cidade de Kouen]. No entanto, não eram apenas as peças de vidro que faziam deste corredor um lugar tão bonito. Era o acréscimo de pedras preciosas que refletiam a luz cintilante das estrelas que fazia com que este local tivesse uma aparência de sonho.

Este corredor servia também como espaço para comemorar as gerações de artesãos que ajudaram em sua construção, bem como na manutenção dos vários monumentos em memória aos artesãos que se reuniam nos territórios do Norte.

E se You obtivesse a vitória em algum Jogo, tal qual o [Duelo de Criadores], durante o Festival do Nascimento do Dragão de Fogo, ela obteria o direito de gravar o Nome e a Bandeira de sua Comunidade no Corredor dos Expositores. Além disso, se alguém vencesse um Jogo hospedado para competir dentro da técnica e arte da criação de obras-primas, a pessoa também obteria o direito de exibir sua realização no pedestal de pedra do Corredor dos Expositores.

Olhando ao redor para as inúmeras obras-primas preciosas exibidas ao seu redor, You começou a sentir uma sensação de dúvida germinando em seu coração quando ela inclinou a cabeça.

...É realmente possível que eu participe desse Gift Game?

Assim como mencionado anteriormente, o Norte é uma região onde Gifts de refino de metais, fabricação via cristalizações, artes alquímicas e similares circulavam largamente. E talvez devido ao clima desta região, a população de humanos era densa nessas áreas. O fato de que a raça Humana não possui grande poder era algo muito bem conhecido por todos. Desde que o nascimento fosse normal, não seria exagero dizer que os Humanos estavam classificados no degrau mais baixo na escada do poder. Porém, no Norte, o talento de criar Gifts através de técnicas humanas ou espirituais era um tesouro altamente valorizado.

Sendo assim, a criatividade da humanidade no desenvolvimento de técnicas e habilidades recebia muitos elogios e o Norte logo se tornou um lugar que os humanos tinham mais facilidade para chamar de lar. Entre eles haviam Comunidades que deixaram sua marca na [Tábua do Mar de Estrelas], tendo sua força reconhecida e recebendo elogios da [Salamandra].

E aqueles que estavam agora reunidos na Arena eram todos ferozes competidores que desejavam deixar a marca de suas realizações para as gerações futuras. Em uma grande coleção de poderosos concorrentes, seria realmente uma boa ideia para ela se misturar com eles... You começou a refletir sobre essas coisas enquanto olhava fixamente para o que estava a sua frente.

Apenas visitar esse Corredor dos Expositores já foi uma grande experiência para mim. Mesmo para a Comunidade, eu não devo permitir que nenhum tipo de difamação manche nossa reputação... certo?

You inclinou a cabeça quando começou a pensar um pouco. Tendo sido criada em um ambiente no qual ela não tinha muita interação com outras pessoas, You não sabia muito sobre esse tipo de coisa. Até pouco tempo atrás, You ainda poderia pedir a opinião do Gato Cálico sobre o assunto, mas ele não estava mais ao seu lado. Tendo sido ferido durante a batalha contra o enorme Dragão, ele decidiu se aposentar e passar o resto de sua vida vivendo na Grande Árvore de Underwood.

...

You continuou a olhar para as exposições com uma expressão distante.

Isso foi algo que eles decidiram depois de sentarem para conversar.

O Gato Cálico nasceu no mesmo dia que You, e é um gato velho que viveu quatorze invernos ao lado dela. Pode-se dizer até mesmo que ele é mais próximo de You do que seu parente mais próximo.

E justamente por esse motivo, o Gato Cálico estava muito preocupado com a capacidade de You de interagir com outros humanos mais do que qualquer outra pessoa.

“Ojou, você não está mais sozinha, você precisa aprender a viver em sociedade com outros humanos a partir de hoje.”

Tendo sido informada de tal coisa pelo Gato Cálico, que estava fortemente coberto por bandagens, You não conseguiu negar. Afinal, era uma separação que teria que acontecer mais cedo ou mais tarde. Embora ela pudesse se sentir solitária, rejeitar tal pedido teria sido equivalente a uma traição.

Sendo assim, You escondeu sua tristeza quando entregou o Gato Cálico para Garol, da [Six Scars], enquanto confiava os futuros cuidados e o tratamento das feridas dele a eles. Os membros da [Six Scars], que também eram futuros aliados em sua Aliança, também concordaram prontamente com seu pedido para que cuidassem do Gato Cálico e o tratassem como um igual.

Tendo recebido a garantia de que o ambiente da Grande Árvore contribuiria para uma rápida recuperação, a humana e o gato, então, seguiram caminhos separados. Portanto, daquele dia em diante, You teria que tirar suas próprias conclusões.

Pois se ela não pudesse fazer isso, ela não seria capaz de encarar o Gato Cálico diretamente com orgulho.

Sim. O Garol-san já havia me encorajado ao declarar seu apoio a mim. Eu também preciso me esforçar.

You cerrou os punhos com força.

Aquele que havia declarado ser amigo de seu pai, um amigo de Kasukabe Koumei, Garol realmente havia ajudado muito os [Sem Nome]. Entretanto, ele nunca disse nada sobre seu passado com o pai de You, e havia dito apenas uma coisa quando eles estavam prestes a seguir caminhos distintos—

“No momento, não posso dizer nada sobre o assunto. Mas se realmente quer conhecer o Koumei, você precisará seguir os passos dele. Só assim você irá entender que tipo de homem ele é.”

Nos dois meses seguintes a esse dia, You tentou o seu melhor para encontrar alguma pista sobre o paradeiro de seu pai, mas não encontrou nada.

Leticia também foi inflexível ao responder “Tudo bem esperar por enquanto”. E então ela veio visitar o Corredor dos Expositores para ver a [Tábua do Mar de Estrelas].

Dizem que há apenas alguns poucos corredores para exposições em Little Garden, e eu pensei que poderia ser um bom lugar para começar a procurar pelas peças artesanais do meu pai... mas com certeza parece que não vai ser assim tão fácil, afinal.

Preocupada com a falta de resultados, You cruzou os braços. Ainda havia outro método para conseguir uma pista. E este seria participar do Gift Game registrando a [Árvore Genoma] como Gift específico a ser usado, ao mesmo tempo em que observava a reação da multidão nesse momento.

No entanto, aparecer em um Gift Game no qual muitos ferreiros e escultores se inscreveram para disputar a glória ainda lhe causava uma sensação de inquietação. Se fosse apenas uma mancha em seu nome e o risco de se tornar motivo de chacota, poderia ser muito mais fácil de suportar, mas ela não queria trazer vergonha para a [Sem Nome] novamente por causa disso.

*Ploc!*

Ai. Isso dói.

No entanto, You ainda assim não conseguia pensar em uma solução. Ela, que não conseguia chegar a um plano, podia apenas pegar a arma pesada e afiada que havia caído sobre sua cabeça.

...O que é isso?

Era uma arma contundente que tinha a aparência de uma cruz, enquanto sua parte superior era uma peça arredondada. Analisando o formato, estava mais para um martelo do que para uma cruz.

...Não, não seria literalmente um martelo?

Isso é realmente perigoso. Se não fosse eu, alguém poderia ter ficado realmente ferido.

You olhou ao redor, mas era uma tarefa realmente impossível encontrar o culpado em meio à multidão que se aglomerava ao redor das vitrines ao longo do Corredor dos Expositores. Inclinando a cabeça intrigada, You pensou consigo mesma que talvez na [Cidade de Kouen], que era lar de muitos artesãos, martelos caindo do nada poderia ser uma ocorrência comum. Logo depois—

*Ploc!*

Outro martelo veio voando na sua direção.

You usou a mão para agarrar o martelo com força. Uma vez poderia passar como uma coincidência, mas duas vezes caracterizava isso como algo claramente intencional. Além disso, a pessoa conseguir escapar dos cinco sentidos de You, que eram tão aguçados quanto os de uma fera selvagem, tornava o arremesso algo realmente incomum.

...

Ela calmamente assumiu uma postura de batalha. Já que um segundo martelo havia sido arremessado, um terceiro não seria nada surpreendente.

Fechando os olhos para se concentrar em sua audição, You se preparou para o terceiro golpe.

You não era assim tão indulgente para ficar rindo enquanto era atacada por um desconhecido. Izayoi havia dito que seu lema era devolver as coisas dez vezes mais intensas. Quanto a You, ela gostaria de devolver cem vezes mais forte.

Preparando-se para sentir o martelo que voaria da multidão em sua direção—

– ...Você está bem?

– !!?

You quase saltou de susto.

Tendo uma estranha iniciado uma conversa com ela de repente, You quase acabou caindo no chão de surpresa.

E isso era de se esperar. Considerando que You havia aumentado seus sentidos ao máximo, seria impossível que essa mulher estranha se aproximasse sem que ela notasse. Porém, era um fato de que havia uma jovem senhorita parada diante dela, e pode-se dizer que aquele foi um ataque furtivo impecável.

– Uh, hum...

A boca de You estava meio aberta enquanto ela olhava para a garota a sua frente, que parecia ter mais ou menos a sua idade.

Então, ela foi surpreendida mais uma vez.

A jovem senhorita tinha um rosto suave de bebê e cabelo penteado em twintails ligeiramente pesadas, sua estrutura corporal cheia de curvas não parecia combinar com a idade que ela aparentava ter olhando apenas para seu rosto. Embora sua altura não diferisse muito da de You, seus seios eram tão volumosos quanto os de uma mulher adulta. O vestido rendado preto e azul de estilo gótico revelava de forma ousada suas pernas e parte dos seios, tornando-a muito atraente.

  A escolha ousada no modo de se vestir poderia fazer com que os outros pensassem que ela estava tentando atrair os homens para caírem em tentação, mas os olhos dela eram puros e inocentes, enquanto revelava de forma indefesa grandes partes de seu corpo. Sejam garotos ou garotas, qualquer um ficaria com o coração acelerado diante da visão de uma garota assim.

No entanto, essa aparência tão tentadora e atraente tinha, em vez disso, desencadeado a cautela no coração de You.

Essa jovem... não é humana?

Semelhante a uma boneca— um demônio com a forma de uma garota. Essa foi a linha de pensamento que passou pela mente de You.

A garota não notou a cautela de You enquanto se aproximava para olhar mais de perto o rosto de You.

– ...Sua cabeça está bem?

– Ah, sim. Está tudo bem. Mas quem é você?

A garota deu um leve aceno de cabeça.

Cada uma das ações da garota era incrivelmente fofa, e apenas aquele leve aceno de cabeça já era um bom exemplo disso. Mesmo sendo You, ela também seria incapaz de bater em uma garota assim tão fofa. Possuindo este nível de compreensão, You—

*Swish!*

– !

——Deu apenas um golpe com a mão, com uma força que não era tão pequena... apenas o bastante para esmagar uma pedra.

– Vamos deixar isso assim.

– ...Hum?

A garota misteriosa acenou com a cabeça. Parece que ela havia pensado um pouco sobre o assunto.

You se decidiu e planejava se apresentar, mas a garota estava um passo à frente e tomou a iniciativa.

– Você também vai participar do Jogo?

– ...Jogo? Você quer dizer o [Duelo de Criadores]?

A garota acenou com a cabeça enquanto seus olhos puros e inocentes estavam fixos em You.

Embora You fosse uma pessoa lacônica, essa garota parecia ser ainda mais reservada com suas palavras. Realmente era a primeira vez que You conhecia uma oponente tão forte, uma vez que ela nunca havia encontrado alguém que fosse mais lacônica do que ela mesma.

You, que ainda não havia decidido se deveria ou não participar do evento, acenou com a cabeça ao responder.

– ...Sim. Eu vou participar.

Um sorriso se espalhou pelo rosto da garota.

– Excelente. Com isso, posso completar a promessa que fiz ao Koumei.

– Eh—

No momento em que You ficou sem palavras—

A garota desapareceu sem qualquer aviso.

– —Isso deve ser mentira, certo?

Ela desapareceu no ar. Isso mesmo, ela simplesmente desapareceu.

Ela não disfarçou seu cheiro ou fugiu rapidamente, ela também não saiu voando para o céu. Tais disfarces biológicos não seriam capazes de enganar os sentidos de You.

A garota que havia aparecido de repente, também desapareceu diante de You sem deixar vestígios.

Como ela fez isso... Não, comparado a isso...

Koumei— Esse era o nome que as pessoas próximas ao pai de You, Kasukabe Koumei, costumavam usar para se referir a ele. Sendo assim, a garota poderia estar se referindo ao seu pai quando disse o nome “Koumei”.

Será... que eu realmente encontrei uma pista sobre o paradeiro do meu pai?

You olhou para a Arena do Corredor dos Exibidores enquanto seus olhos não estavam mais obscurecidos com o olhar perturbado de antes.

Parece que ela finalmente encontrou uma razão para aparecer no ringue.

Enquanto procurava pela figura da garota de aparência doce, You seguiu a caminho da área de inscrições.

 

Parte 3

——Caverna de Rubi, Balneário Subterrâneo.

O Norte tinha abundantes precipitações em forma de neve, mas era um lugar onde realmente as chuvas não eram frequentes.

E isso não era exceção para a Cidade de Kouen, que recebia a proteção do grandioso lustre. Era responsabilidade do [Floor Master] intervir com o clima de Little Garden, mas havia sempre uma diferença inerente no clima do Norte em comparação com o Leste, que experimentava uma temporada de primavera durante todo o ano. Algo que os [Floor Masters] não conseguiriam eliminar com seus poderes mesmo que quisessem.

Graças ao fogo no grande lustre, a neve raramente se acumulava nas vias. No entanto, era uma questão completamente diferente com os canais, que muitas vezes acabavam congelando quando a temperatura caía com o início de uma forte nevasca.

E para resolver este problema, eles criaram canais subterrâneos.

A Cidade de Kouen era uma fortaleza natural que tinha toda a parte posterior de suas muralhas construída contra uma enorme cadeia de montanhas. A serra, que era coberta por uma floresta densa, servia como um enorme reservatório natural, formando um rio que atravessava toda a região.

Por meio de canalização, eles conduziram o fluxo da água para os canais subterrâneos para que pudessem controlá-lo.

A casa de banhos que Pest e os demais estavam visitando no momento era como uma espécie de subproduto do sistema manufaturado de produção de calor, que servia para impedir que a água nos canais congelasse.

...Não. Comparado a tudo isso... a situação não acabou progredindo de um jeito muito estranho?

 Pensando sobre este ponto, Pest, que estava no vestiário infantil, suspirou aliviada.

Rin e Sandora, que também estavam neste vestiário, estavam alegremente se despindo com uma atmosfera harmoniosa, algo que parecia indicar que as coisas que estavam acontecendo ao seu redor estavam indo rápido demais.

– Certo— Um banho público para crianças. Naturalmente, nenhum adulto vai aparecer por aqui.

– Sim. Embora não seja o horário comercial habitual, eu pedi para a equipe no balcão que nos deixassem entrar.

– Ooh! Como esperado da Sandora! Isso é apenas abuso da sua autoridade como líder da Comunidade!

E foi exatamente como Rin havia dito. Esse tipo de situação era a pior possível para Pest, uma vez que naquele banho infantil definitivamente não havia qualquer possibilidade de que eles acabassem encontrando algum dos membros da [Sem Nome].

Já que não vou conseguir encontrar a Asuka e os outros... eu deveria ao menos contar ao Jin sobre a situação...

O Anel do Flautista de Hamelin, que Jin usava em sua mão direita, era o sinal de seu contrato. E devido ao contrato que forjava a relação de mestre e subordinada, eles eram capazes de se comunicar em segredo através do anel.

Seria simples para ela dizer a Jin que “Rin e Sua Alteza são nossos inimigos” através da ligação criada pelo anel, mas—

...No instante em que suas identidades forem expostas, eles certamente irão mostrar suas verdadeiras cores e também suas presas.

O cerne do problema agora era saber se Jin conseguiria disfarçar quando recebesse a mensagem.

Embora Jin possuísse capacidades de negociação que estava começando a desenvolver, ele ainda era fundamentalmente uma criança, e Pest não tinha confiança de que ele seria capaz de disfarçar seus sentimentos internos.

Não importa o quanto Pest estivesse abalada com essa situação, por hora tudo o que ela poderia fazer era controlar esses sentimentos.

Embora eu não saiba que tipo de esquemas eles estão tramando, aqueles dois parecem estar dispostos a seguir com a situação atual. Talvez eles estejam apenas nos subestimando, mas a condição atual ainda é muito boa. De todo modo, primeiro eu devo descobrir quais são as intenções da outra parte.

Tendo chegado a uma decisão em seus pensamentos, Pest começou a se despir desabotoando os botões de sua roupa de empregada. Embora ela realmente odiasse banhos, ela não queria perdê-los de vista. Então Pest seguiu Rin e Sandora, que haviam seguido para o banho antes dela—

– Ah, Jin! Vocês chegaram primeiro!?

E ela tropeçou em si mesma.

– —Hã...!?

– —Hã...!?

Pest e Jin deram um grito alto de surpresa, e a razão não precisava ser dita.

Aquela era uma casa de banhos normal, semelhante a qualquer outra no mundo—

——O que significa que todos ali estavam nus.

 

Parte 4

——Vamos voltar um pouco no tempo.

Jin, que havia tirado a roupa em um instante, sentou-se ao lado de um pedestal que borrifava água quente para poder lavar o cabelo.

Pressionando o xampu, Jin fez espuma e bolhas. E ele podia dizer apenas pela fragrância exalada pelo xampu que aquele banho preparava materiais de alta qualidade para os usuários.

Aquele devia ser um xampu preparado a partir da essência destilada de pétalas. E isso poderia ser considerado um item de luxo para os [Sem Nome].

Esfregando a espuma branca do xampu nas palmas das mãos— Jin estava um pouco perturbado.

A fonte de sua perturbação era, obviamente, aquele jovem de olhos dourados e cabelos brancos que estava sentado em um canto.

Isso... isso é tão estranho...

Fazia apenas quinze minutos desde que eles haviam se conhecido, e seu nome verdadeiro ainda era desconhecido. Dentro daquele curto espaço de tempo desde que se conheceram, eles já haviam acabado neste tipo de situação em que viam o corpo nu um do outro.

A situação desafiava a lógica convencional— em certo sentido, Jin não conhecia nenhum método para quebrar essa estranha atmosfera ao seu redor.

– ...

Jin lançou um olhar de soslaio na direção do jovem.

O garoto, que era chamado de Sua Alteza, estava sentado diante do espelho, que era usado para que alguém pudesse lavar o próprio cabelo, sem dizer uma palavra sequer ou mesmo se mover. Ele apenas estava sentado com uma postura ereta enquanto olhava na direção da bomba que dispensava xampu. Aquela cena era realmente estranha.

O xampu encontrado naquele lugar definitivamente era um produto de alta classe, e estava claro que a diferença no padrão de vida daqueles que viviam nos portões de 5 e 7 dígitos era realmente considerável.

No entanto, o olhar daquele jovem não parecia o de alguém que estivesse incomodado— Estava mais para o olhar de alguém que nunca tinha visto tal coisa antes, e tinha curiosidade transbordando de seus olhos.

– Erm, Sua... Sua Alteza-kun?

– Sim, algum problema?

A resposta séria do jovem após ser chamado por aquele apelido fez com que Jin se sentisse ainda mais perturbado.

 Originalmente Jin havia pensando em suavizar a atmosfera com a piada de chamá-lo com esse “Sua Alteza-kun”, que não parecia ser uma forma nem formal e nem informal de se dirigir a alguém. No entanto, aquele jovem parecia desvinculado das regras deste mundo e, portanto, piadas pareciam não ter muito efeito sobre ele.

Parece que vou precisar usar uma piada muito mais simples para lançar meu ataque...

Jin pensou consigo mesmo enquanto reunia determinação para esta tarefa.

– Sabe... mesmo se você continuar olhando para a bomba de xampu...

– Ó, é mesmo? Então isso é chamado de bomba.

*Olhos brilhando!*

– Isso... é chamado de bomba. O xampu está dentro dela.

– Ah, agora eu entendi. Pressionar esta parte causará um aumento na pressão interna e fará com que o fluido suba por este canal. Embora seja uma estrutura simples, com certeza trata-se de uma invenção marcante.

– Isso... isso mesmo.

– Hum.

Admirado, Sua Alteza estendeu a mão para a bomba de xampu.

Neste ponto, Jin apertou os lábios com um pressentimento desagradável.

– Poderia ser... que você nunca lavou o cabelo...

– Isso é rude. Meu cabelo é lavado todos os dias.

– Sério?

– Sim. Acontece apenas que não sou eu mesmo que o lavo.

Sua Alteza respondeu com uma expressão séria.

...Ao que parece, ele está mesmo dizendo a verdade. Seu cabelo normalmente era lavado por outras pessoas.

Jin conseguiu apenas dar um longo suspiro enquanto olhava para o teto.

– ...Vou apenas perguntar isso por precaução, mas você sabe como lavar seu próprio cabelo?

– Embora eu não tenha muita certeza, eu conheço a teoria. A água e o xampu entram em contato com o ar para produzir uma reação química, e depois devo esfregar este produto para produzir bolhas, isso é tudo, certo?

– Sim... sim! Você precisa usar a espuma para remover o óleo do seu cabelo.

– Então é isso. O Jin é realmente experiente. Certo—

Sua Alteza pressionou excitadamente a bomba. Ele havia pensado demais sobre o assunto? Pois parecia que ele estava realmente gostando deste processo de formar uma grande quantidade de bolhas espumosas em suas mãos, antes de lavar o cabelo com uma expressão de espanto.

Jin perguntou com um sorriso irônico,

– Normalmente seu cabelo é lavado por um servo?

– Ah, sim. Há três servos que me servem com exclusividade, mas o Graiya oji-chan é muito desajeitado com seus movimentos, e a tarefa de lavar meu cabelo é deixada principalmente para a Aura e para a Rin.

– Rin... poderia ser aquela garota de agora? Você permite que garotas lavem o seu cabelo?

– Sim, isso mesmo.

Sua Alteza ergueu a cabeça de cabelos brancos enquanto mostrava uma expressão de surpresa, mas esse movimento fez com que um pouco da espuma do xampu entrasse em seu olho, e ele rapidamente fechou os olhos de forma aparentemente dolorosa. Parece que Sua Alteza realmente nunca havia lavado o próprio cabelo sozinho antes.

Jin ficou pasmo e sua boca entreaberta diante da situação, mas ele seguiu com uma pergunta séria,

– Sua Alteza... é o sucessor de sua Comunidade?

– É exatamente por isso que ganhei um apelido tão pomposo quanto este.

– E o seu nome verdadeiro?

– Segredo. Jin, se você conseguir adivinhar, eu lhe direi.

Ele deu um sorriso enquanto erguia a cabeça novamente. Desta vez, isso fez com que alguma espuma respingasse para o seu outro olho, e ele usou a mão para esfregá-lo por reflexo.

A primeira vez que ele lavava o cabelo sozinho foi instantaneamente transformada em uma tragédia.

– ...Lavar o meu próprio cabelo com certeza é complicado.

Ele murmurou enquanto suportava a dor. Aquilo deveria ter sido doloroso o bastante para deixá-lo irritado, mas talvez aquela frieza fosse parte do seu talento, e Jin ficou secretamente impressionado diante daquilo.

Assim que ele aplicou o xampu no cabelo e estava prestes a começar a esfregar—

– Ah, Jin! Vocês chegaram primeiro!?

Jin tropeçou em si mesmo. E foi ainda sentado que ele tropeçou e caiu junto com o banquinho quando tentou girar 180 graus por impulso.

– —Hã...!?

– —Hã...!?

Aquela era uma casa de banhos normal, semelhante a qualquer outra no mundo—

——O que significa que todos ali estavam nus.

– Isso... isso deve ser brincadeira, certo?

Claro que aquilo não era uma brincadeira, muito menos uma metáfora.

Cinco jovens de ambos os sexos estavam todos sem roupas— Não, para ser mais preciso, com exceção de Rin, que tinha uma toalha enrolada ao redor de seu corpo, os outros quatro jovens rapazes e moças estavam todos nus.

No entanto, Sandora não prestou qualquer atenção a isso quando correu com seu cabelo ruivo balançando atrás dela.

– Jin, faz três anos desde a última vez que tomamos banho juntos! E eu me lembro que costumávamos tomar banho juntos sempre antigamente!

– Ara, então o Jin também já recebeu ajuda de outros. E eu estava aqui pensando que era o único estranho.

– Eh? Não... espere, não é assim...!

Jin freneticamente tentou explicar enquanto gaguejava.

Ignorando a situação de Jin, Rin, que estava enrolada em uma toalha, caminhou até Sua Alteza.

– Uau! Sua Alteza está lavando o próprio cabelo! Que tipo de alteração emocional poderia ter causado isso!?

– Não, não foi uma influência emocional, mas situacional. Se não há ninguém por perto para me ajudar, eu devo fazer isso sozinho, certo?

– Ooh, entendo!

Rin respondeu, impressionada. Ela então começou a ajudar Sua Alteza a lavar seu cabelo branco com naturalidade... Que tipo de relação esses dois têm? Aquilo realmente parecia estar ficando um pouco estranho no momento.

Porém, vendo as ações deles, Sandora também ficou interessada e se moveu de modo a ficar atrás de Jin.

– Nesse caso, deixe-me ajudar o Jin a lavar o cabelo também!

– San...Sandora!?

Sandora mexeu os dedos alegremente em excitação. Para evitar qualquer mal-entendido, ela ainda estava nua.

Jin cobriu a parte que logicamente exigia cobertura enquanto corria pelo balneário com o rosto vermelho. E Sandora alegremente o perseguiu enquanto Rin olhava para eles de bom humor.

Apenas Pest estava sozinha em um canto cobrindo seu corpo enquanto murmurava silenciosamente aos céus,

...Neste tipo de situação... o que você quer que eu faça?